Skip to Content

Monday, September 23rd, 2019

Cibulkova não tem que ser alta para ser grande

Closed
by October 30, 2016 General
Edgar Su/Reuters

Dominika Cibulkova já está habituada a ser a mais pequena jogadora nos torneios em que participa. Em Singapura, no BNP Paribas WTA Finals, não foi diferente, mas a eslovaca de 1,61m de altura sabe compensar a falta de estatura com uma enorme coragem e entrega física. Depois de passar a fase de grupos com apenas uma vitória no último dos três encontros, passou a acreditar ainda mais e, com uma grande exibição na final, venceu a número um do ranking, Angelique Kerber, por 6-3, 6-4, para, aos 27 anos, conquistar o seu título mais importante.

“Ponho muitas emoções no court e as emoções afectam-me. Comecei a aprender a lidar com as emoções e a não deixar-me ir abaixo, manter-me focada e é esta a diferença”, explicou Cibulkova (8.ª no ranking), que tinha como ponto alto na carreira a presença na final do Open da Austrália de 2014, derrotada então pela chinesa Li Na.

No circuito masculino, decorre esta semana em Paris o derradeiro Masters 1000 da época e último torneio para se definir os oito tenistas que vão estar dentro de duas semanas em Londres, a disputar o ATP World Tour Finals. João Sousa (34.º) entra em acção já na segunda-feira, no segundo encontro do court 1, com o italiano Andreas Seppi (87.º), que não cedeu qualquer set nos dois encontros que jogou no qualifying – no único duelo anterior, no ano passado, na terra batida de Umag, Sousa venceu com um duplo 6-2.

No pavilhão de Bercy, serão decididos os dois lugares ainda em aberto no Masters de Londres, para os quais existem oito candidatos, embora Marin Cilic (12.º) tenha dado um passo importante ao triunfar no torneio de Basileia, após derrotar, na final, Kei Nishikori (5.º), por 6-1, 7-6 (7/5).

Andy Murray (2.º), a maior estrela do ATP World Tour Finals, por jogar em casa, conquistou o sétimo título do ano, em Viena, em cuja final venceu Jo-Wilfried Tsonga (15.º), por 6-3, 7-6 (8/6). Se triunfar em Paris e Novak Djokovic não atingir a final, Murray destronará o sérvio do primeiro lugar do ranking.

Previous
Next